Exercícios de Submodalidades - PNL

Submodalidades Exercícios Ilustrativos.

Os dois exercícios a seguir ilustram como funcionam as submodalidades. Você será solicitado a fazer uma imagem na sua mente (uma representação interna). Para alguns de nós, as imagens que fazemos em nossas mentes são muito claras. Para outros (e isso me inclui), a imagem não é clara, e ainda tenho a sensação de estar lá e se me forem feitas perguntas sobre as qualidades da imagem (submodalidades), eu sou capaz de responder. Para manter o exercício simples, vamos trabalhar só com as submodalidades visuais.

Exercício 1:

Fique em uma posição confortável, feche os olhos e crie uma imagem na sua mente de alguém com quem você realmente gosta de estar. Quando você começa essa imagem, observe as submodalidades. Ou seja, é uma imagem forte ou fraca, onde ela está localizada, você está associado ou dissociado, etc. Depois de ter feito isso, abra os olhos e limpe a mente movendo o corpo, por exemplo, com um alongamento e olhe ao redor da sala. Na PNL, isso é chamado de quebra de estado.

Novamente feche os olhos e dessa vez crie uma imagem na sua mente de alguém com quem você não gosta de estar. Observe as submodalidades da imagem e tenha certeza de que você pode identificar várias submodalidades diferentes da imagem de alguém com quem você gosta de estar. Depois de ter feito isso, quebre o estado movendo o corpo, por exemplo, com um alongamento e olhe ao redor da sala.

Tenho certeza de que você é capaz de identificar várias submodalidades que são diferentes nas duas representações internas.

Geralmente, nós tendemos a ter submodalidades semelhantes para as representações internas de pessoas com quem gostamos de estar. As submodalidades das representações internas das pessoas com quem não gostamos de estar também terá submodalidades semelhantes e, de alguma forma, diferentes das submodalidades das pessoas com quem gostamos de estar. Essa semelhança e essa diferença em submodalidades nos permitem codificar as nossas experiências e dar sentido ao nosso passado e às memórias futuras (representações internas).

As submodalidades são divertidas e fáceis de trabalhar com elas. Por exemplo, se a representação interna de alguém de quem você não gosta de estar é grande, e está perto (ou seja, “no seu rosto”), o que você acha que aconteceria se você tornar a imagem menor e empurrá-la para uma distância confortável? Eu suspeito que você não necessariamente acabaria gostando dessa pessoa, porém poderia não achá-la mais tão arrogante.

Exercício 2:

Para esse exercício, eu gostaria que você fechasse os olhos e pensasse em um momento em que foi muito feliz. Uma vez que você tenha essa imagem, torne-a muito escura, reduza-a a uma imagem pequena e a empurre para longe. Quando fez isso, o que você observou sobre a sua sensação de felicidade? Reduziu ou desapareceu? Você aprendeu apenas uma ótima maneira de remover a felicidade da sua vida – pegue todas as suas lembranças felizes e torne-as as imagens mais escuras, pequenas e distantes. Claro, eu estou brincando. No entanto, existem algumas pessoas que tendem a desconsiderar as suas memórias felizes, tornando-as mais escuras, menores e mais longe, enquanto tornam as suas lembranças desagradáveis grandes, brilhantes e mais perto. E como você acha que essas pessoas vivem a vida delas?

Esses dois exemplos mostram as submodalidades que você usa para armazenar as suas memórias (passadas e futuras) que dão significado às suas memórias. Nós não podemos mudar um evento que já aconteceu. Entretanto, ajustar as submodalidades da memória pode mudar a forma como nós a percebemos e como reagimos a ela. Isso também é verdade para os eventos futuros.

As submodalidades são pontos fundamentais das técnicas da PNL

As submodalidades são componentes essenciais para muitas das técnicas de mudança da PNL. As submodalidades, por si ou como parte de outras técnicas, têm sido usadas para ajudar as pessoas a parar de fumar, comer mais certos alimentos e menos de outros, tratar de problemas de compulsão, mudar crenças e valores, aumentar a motivação, passar do estresse para o relaxamento, tratar das fobias, etc.

Fonte: http://www.renewal.ca/nlp28.htm

Aprenda tudo isso e muito mais, na nossa Formação Internacional em PNL, certificada por Richard Bandler:

Clique AquiFormação Practitioner em PNL Licenciado.

Baixe Grátis Nosso E-Book de Introdução à PNL.

Preencha o formulário abaixo com seu nome e e-mail, para receber o e-book.

[contact-form-7 id="517" title="Formulário de Captura"]